Blog da Casa das Matryoshkas

Tag Archives: Limpeza

Abrindo os registros akáshicos da Abóbora…

abobora

Fruto que vibra a alegria, em que predomina a cor alaranjada, mesma cor do chackra sexual, também chamado de segundo vórtice de força, morada da energia da criatividade, que nos ajuda a conectar com os planos sutis, buscando inspiração para os novos olhares e para as novas formas de perceber.

Fruto que guarda as memórias ancestrais deste Planeta, conhecido pelos seus habitantes há eons. Pelo fato de nascer muito próximo do chão, estabelece, com facilidade, uma profunda ligação com a Mãe Terra e é capaz de registrar códigos relacionados aos sons do centro da Terra, captado das camadas mais profundas e gravados em  cada  uma de suas células.O seu uso é  indicado, assim, em especial, para honrar nossa linhagem sagrada  no solo do Planeta que nos acolhe e para facilitar nos processos de conexão com nossos antepassados e com a herança que, inevitavelmente, deles recebemos.  Fazer uso da abóbora com a consciência de seus dons nos ajuda a fazer esta conexão, usufruindo daquilo que é, de fato, bom,  e nos libertando de carregar o fardo dos legados negativos, que nos atrapalham em nosso processo de  evolução. Fazer uso consciente da abóbora, em todas as suas formas, seja na água, seja como doce, geleia, purê, sopa ou pão, nos possibilita, pois, reconhecer este vínculo com as memórias ancestrais da Terra e com as memórias da linhagem ou família cósmica a que pertencemos, para que, neste estado de lucidez, possamos nos libertar dos padrões negativos que nos escravizam, para nos apoderarmos daquilo que é realmente da luz e do bem, alimento essencial para nossa alma imortal.

A abóbora transformada em carruagem pela fada madrinha, na estória de Cinderela, bem ilustra a importante missão deste fruto. É a abóbora e nenhum outro fruto, flor ou legume que será utilizada como meio de transporte para conduzir a Gata Borralheira, libertada das cinzas, ao palácio onde, como Cinderela, dançará com o Príncipe, seu futuro marido, no processo de ruptura com um padrão errôneo para alcançar o novo padrão que, por direito e justiça, sempre lhe pertenceu.

É, também, a abóbora, o fruto eleito pelas mulheres sábias da antiguidade, chamadas de bruxas, para serem utilizados nos rituais dedicados aos ancestrais e aos que já haviam partido para outras dimensões.

Em nossa concepção, classificamos a abóbora como fruto, por ser portadora de características ainda não conhecidas pela humanidade  e que nos permitem classificá-la nesta categoria.

A água potável alterada com alguns pedaços de abóbora crua  ou apenas com suas sementes tem um grande poder terapêutico, auxiliando nos processos de desintoxicação das emoções negativas que se transformam em energias muito pesadas em nossos corpos sutis.

A abóbora deixada como “enfeite” na cozinha será capaz de alterar o padrão vibratório da casa, funcionando como espécie de mata-borrão para sugar as energias inadequadas. Depois de cumprido o serviço, ela deverá ser descartada, preferencialmente, na natureza.

Os seres elementais da abóbora são lúdicos e brincalhões. Realizam um trabalho profundo e de grande limpeza, mas o fazem com leveza e equilíbrio.

A simples visualização da abóbora nos remete à energia da alegria e nos ajuda a resgatar a força vital. A abóbora tem curvas, é redonda,  receptiva, acolhedora e nos conecta ao universo feminino. Ela apresenta, em sua forma,  algumas     espirais da maçã  e  se assemelha a imagens ligadas à quinta dimensão. Fazendo uso da abóbora, poderemos nos tornar mais sábios, resgatando  conhecimentos muito antigos que ficaram registrados nos seus arquivos e que despertam nossas memórias. Tal ocorre devido à circunstância de ser muito antiga a  presença da abóbora na Terra, sobretudo no continente africano, enviada de um planeta irmão como presente precioso, para executar a tarefa de guardar as memórias de toda a nossa história, à semelhança do que hoje fazem os modernos programas de computadores.

Façamos, uso, portanto, com gratidão, dos maravilhosos dons que a abóbora coloca à nossa disposição, com a permissão da Grande Força do Universo.

Senhores dos Registros Akáshicos (Mensagem canalizada por Heloísa Monteiro de Moura Esteves, em 03/11/13).

———